X
Menu
X

4 métricas de redes sociais que são importantes para o CEO

4 métricas de redes sociais que são importantes para o CEO

Via Sprinklr

Mensurar resultados de estratégias e ações de comunicação e marketing sempre foi um grande desafio para as agências e profissionais. Afinal, os processos nessa área nunca foram tão tangíveis quanto nos setores administrativos ou de finanças, por exemplo. Mas com a ascensão da tecnologia e das plataformas digitais, conseguimos ver confiáveis canais de mensuração, apresentando KPIs consistentes para CEOs e demais gestores. No entanto, também há métricas e indicadores que pouco agregam nos relatórios finais.

Por essa razão, vamos direto ao ponto no artigo de hoje. Vamos focar em um braço consolidado dentro das ações de marketing digital: as redes sociais. Você vai conhecer, de uma vez por todas, as 4 métricas que realmente são importantes para os CEOs. Confira!

Qual o retorno real do seu investimento?

Atualmente, com os modernos mecanismos e softwares de monitoramento digital, não é mais uma incógnita chegar ao ROI, retorno de investimento.

Você sabe qual a taxa média de conversão de suas postagens? Esse número depende do conhecimento prévio da taxa de leads, que são os clientes efetivados ou possíveis clientes que suas estratégias digitais conseguem qualificar. Fique atento a esses dois números, já que deles depende o seu retorno de investimento.

Qual o esforço real que é feito em redes sociais da sua marca?

Não se engane, o marketing digital eficaz nas redes sociais demanda planejamento, estratégia e monitoramento constante. E todas essas etapas requerem dedicação, expertise e muitas horas de trabalho.

Ações relâmpago ou mal planejadas raramente geram métricas reais, por isso confie esse trabalho em quem tem respaldo na área. Essas métricas são muito importantes porque revelam o grau de presença da sua empresa em cada rede social e contribui para a consolidação da sua marca no mercado.

Quem é seu cliente real?

Pode parecer redundante, mas as métricas de redes sociais podem revelar um público real um pouco distinto do previsto. Isso porque essas mídias conseguem afunilar informações estratégicas sobre seu público consumidor, como idade, região em que moram, ocupação, grau de escolaridade entre outros dados de forma bastante precisa.

Com esses dados certeiros em mãos, fica mais fácil aperfeiçoar a interação nas próprias redes sociais ou redirecionar ações em outras plataformas de comunicação e marketing.

Qual o grau de interação real com os seus clientes?

As redes sociais a cada dia assumem mais a função de ouvidoria nas empresas. Antes de procurar um canal como chat ou telefone, a maior parte dos clientes vai aos perfis sociais da empresa explicitar suas queixas, dúvidas ou insatisfações.

Nesse cenário, a equipe que gerencia o monitoramento dessas mídias deve se atentar para o fato de que a reputação da empresa também está em suas mãos. Nenhum cliente deve ficar sem resposta, por mais que ele se mostre exaltado. O mais correto é que ele seja encaminhado para um canal reservado para que a queixa seja apurada e rapidamente resolvida. Isso é relacionamento e todas as empresas precisam fortalecer esse ativo.

Certamente, a taxa de queixas convertidas em soluções, por intermédio das redes sociais, é uma métrica que todo CEO deve acompanhar com frequência.

Nplan Marketing

 

You Might Also Liked

Twitter testa função que permite publicar várias mensagens de uma vez Twitter expande limite de nome das contas para 50 caracteres Pinterest: agora você pode organizar os seus pins em subpastas Transmissões de vídeo ao vivo no Instagram agora podem contar com convidados Twitter testa função de salvamento tweets para ler depois Corrida de obstáculos: três desafios para a mídia programática 4 tendências de mídia paga para ficar de olho em 2017 Facebook anuncia melhorias em métricas de anúncios
Deixe uma resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *