X
Menu
X

Dias contados para os favicons: entenda por que o Google voltou atrás com o novo layout das SERPs

Por Larissa Lacerda Editora do Blog da Rock Content.

Saiba por que o Google anunciou, no dia 24 de janeiro, que realizará mudanças no novo layout das páginas de busca lançado há poucos dias.

O início deste ano está sendo bem agitado para o Google e, consequentemente, para todos os especialistas em SEO ao redor do mundo. Além do core update de janeiro, a remoção de páginas duplicadas da SERP (em vista dos featured snippets), o buscador ainda apresentou ao mundo o redesign das suas páginas para desktop.

Baseada no design de buscas em dispositivos mobile — renovado no ano passado — a atualização anunciada em 13 de janeiro pelo Google Search Liaison, portal de comunicação entre a empresa e a comunidade de SEO, trouxe grandes mudanças no layout das SERPs, as quais não agradaram a muitos.

Tais modificações incluem um destaque maior às marcas, por meio dos favicons, que são aqueles pequenos ícones com logo do site, assim como anúncios pagos visualmente mais parecidos com os resultados orgânicos. Sendo esse último o maior causador do rebuliço online.

Veja como eram as páginas de resultados:

Fonte: Search Engine Journal.

E como ficaram com a atualização do layout:

Fonte: Search Engine Journal.

O que achou do novo layout? 

Antes que você já tenha uma resposta para essa pergunta, sugerimos que não se apegue muito ao novo modelo. Isso acontece porque o Google já anunciou que está voltando atrás com algumas de suas modificações em vista da insatisfação da comunidade de usuários e profissionais de Marketing Digital.

Por isso, o objetivo central dessa notícia não é apresentar apenas como ficaram as novas páginas de busca, mas, sim, trazer ao conhecimento geral que as duras críticas à atualização tiveram suas consequências.

Pensando nisso, confira quais foram elas aqui!

Qual foi a mudança anunciada pelo Google?

Depois de receber uma quantidade de críticas sobre o novo layout, o Google anunciou que realizará testes para compreender o que melhor atende às expectativas de seus usuários.

Confira o pronunciamento oficial:

Google SearchLiaison@searchliaison

Last week we updated the look of Search on desktop to mirror what’s been on mobile for months. We’ve heard your feedback about the update. We always want to make Search better, so we’re going to experiment with new placements for favicons….62615:00 – 24 de jan de 2020Informações e privacidade no Twitter Ads390 pessoas estão falando sobre isso

Fizemos uma tradução adaptada do conteúdo da postagem:

“Na semana passada nós atualizamos o visual das buscas em desktop para espelhar o que foi feito em mobile há meses. Nós ouvimos seus feedbacks sobre a mudança. Sempre queremos criar uma busca melhor, então iremos experimentar novos posicionamentos para os favicons.” Danny Sullivan

Além desse tweet, a empresa também compartilhou uma resposta mais completa sobre o assunto:

“Nos dedicamos ao desenvolvimento da experiência de busca em desktop e, como parte dos nossos esforços acerca disso, disponibilizamos um novo design na última semana, espelhado no design que temos há meses no mobile.

Esse design tem sido bem recebido pelos usuários em dispositivos mobile, uma vez que ele ajuda as pessoas a encontrarem mais rapidamente a origem das informações, assim como ver a proeminente marca dos anúncios pagos em negrito ao topo da página.

Produtores de conteúdo para a web também nos disseram que eles gostam de ter a iconografia de sua marca nos resultados de busca.

Enquanto os testes recentes para desktop foram positivos, nós sempre incorporamos feedbacks dos nossos usuários. Estamos experimentando a mudança dos favicons em desktop e continuaremos a refazer esse design ao longo do tempo.”

A mudança mencionada sobre a retirada/reposicionamento dos favicons já está em vigência e deve abranger todas as páginas ao longo desta semana.

Veja eram e como ficaram as páginas de resultados:

Layout Google com favicons

Vale lembrar que a questão dos anúncios terem se tornado mais discretos não foi discutida pelo buscador e continua gerando grande insatisfação. 

O que parte dos especialistas têm apontado é a tendência da empresa em priorizar resultados do Google Ads, independente de sua qualidade, contrariando a própria missão da empresa.

Recordando seu virtuoso propósito:  “Nossa missão é organizar a informação do mundo e torná-la universalmente acessível e útil.”

Em vista de todo esse contexto de grandes oscilações, cabe a nós acompanharmos de perto todas essas mudanças e compreendermos quais têm sido os impactos em nossas estratégias digitais.

Share
Tags

Nplan Marketing

 

You Might Also Liked

Deixe uma resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *