X
Menu
X

Estudo aponta hábitos de consumidores de TV e vídeo on demand

Estudo aponta hábitos de consumidores de TV e vídeo on demand

A nova edição anual do estudo TV & Media – produzido pelo ConsumerLab, área da Ericsson que estuda comportamento dos usuários – apresenta pontos de vista e hábitos de 680 milhões e consumidores e mostra como os serviço de vídeo sob demanda estão atendendo as necessidade dos espectadores atuais.

Segundo o estudo, o formato de transmissão sob demanda fez com que os consumidores mudassem seus hábitos de consumo de vídeo. Os usuários agora passam seis horas por semana assistindo à transmissão de TV, séries, programas e filmes on demanda (o dobro do registrado em 2011). Com os conteúdos baixados ou gravados sendo adicionados a essa conta, a porcentagem chega a 35% no mundo.

No Brasil, o levantamento apontou que a porcentagem é bem próxima da mundial: os entrevistados brasileiros passam 36% do tempo diário destinado ao consumo de vídeos, assistindo a conteúdos sob demanda.

Outros resultados levantados pelo estudo destacam o crescimento do consumo de vídeo em dispositivos móveis. Hoje, 61% dos entrevistados usam seus smartphones para esse tipo de conteúdo – um aumento de 71% desde 2012. Os adolescentes são a faixa etária que mais representa essa tendência: dois terços do tempo que os adolescentes passam assistindo TV e vídeos são gastos em tablets, notebooks e smartphones.

As plataformas de conteúdos gerados pelos próprios usuários (da sigla em inglês, UGC) também cresceram. Aproximadamente um em cada 10 consumidores assiste ao YouTube por mais de três horas por dia, e um em cada três agora considera muito importante poder assistir esse tipo de vídeo em sua própria TV. Além disso, o estudo constata que a crescente importância dessas plataformas, como o YouTube, resultou em um aumento da popularidade de vídeos educativos e instrutivos, que atingiram uma média de 73 minutos de visualização por semana.

A nova edição do relatório TV e Vídeo chegou às seguintes conclusões:

A compulsão está mudando o jogo: Assistir a vários episódios de uma série ou um programa em sequência tornou-se rapidamente parte fundamental da experiência de TV e vídeo. Esse hábito se destaca entre usuários de plataformas de assinatura de vídeos sob demanda (da sigla em inglês, S-VOD), como Netflix, Amazon Prime e HBO. De acordo com o estudo, 87% dos usuários entrevistados assistem a vários episódios em sequência pelo menos uma vez por semana.

A dificuldade de encontrar conteúdo: 66% dos consumidores brasileiros não conseguem encontrar nada para assistir na programação diária da sua TV tradicional. Essa sensação de descontentamento, segundo o relatório, é uma das causas apontadas para o crescimento do consumo de vídeos sob demanda.

Diferentes pacotes, diferentes atitudes: 22% dos consumidores que nunca tiveram uma assinatura de TV paga já estão pagando por serviços de conteúdo over-the-top (OTT) – ou seja, pela internet.

TV tradicional ainda é importante: A popularidade da TV tradicional continua alta, principalmente devido ao acesso que ela dá para a visualização de conteúdo premium e ao vivo, como esportes, além de seu valor social.

Via Redação Adnews

Nplan Marketing

 

You Might Also Liked

YouTube Music receberá novas funcionalidades a cada duas semanas DC lança plataforma de streaming nos moldes da Netflix Facebook : Ferramenta que introduz música de fundo em vídeos Rumor | Instagram pode liberar upload de vídeos com uma hora de duração YouTube Kids permitirá que pais selecionem quais vídeos serão exibidos no app ‘Black Mirror’ vai ganhar 5ª temporada na Netflix Netflix começa a usar o WhatsApp para se comunicar com clientes Marketing de Stranger Things
Deixe uma resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *