X
Menu
X

Executivos do Google e Facebook trazem empresa de bots para o Brasil

Executivos do Google e Facebook trazem empresa de bots para o Brasil

O mercado de chatbots deve gerar mais de US$ 47 bilhões para empresas de tecnologia até 2020, de acordo com o IDC. No Brasil, o negócio começa a despontar aos poucos com a ajuda de empresas especializadas no desenvolvimento de bots. Em dezembro, o mercado nacional ganha mais um player que promete alavancar os bots de conversa no País, a BotMaker.

Com a proposta de oferecer inteligência artificial para bots de texto e áudio, a BotMaker se destaca pelo time de peso nos bastidores: no comando da startup, que já tem escritórios em Miami e Buenos Aires, estão Alexandre Hohagen (ex-CEO do Google e ex-VP do Facebook), Alejandro Zuzenberg (que já foi head de vendas do Facebook), Hernan Liendo (conselheiro do Google), Roberto Grosman (CEO da F.Biz e ex-Google e Amazon) e Julio Zaguini, ex-diretor do Google que ficará diretamente responsável pela operação no Brasil.

Apesar de nova no mercado – a empresa começou a funcionar oficialmente em 2016 -, a BotMaker já conta com cerca de 60 clientes nos Estados Unidos e países da América Latina, entre eles Mondelez, Mercado Pago, Santander, Danone, Ambev (Quilmes) e Decolar. No ano que vem, a companhia prevê um crescimento de pelo menos 500% em toda a América Latina.

“Vemos empresas investindo bastante em inteligência artificial, mas nada no nível do que estamos lançando, quando falamos em soluções em português ou espanhol. Nossa visão é que sejamos a plataforma mais relevante para Américas, com interações em pelo menos três idiomas, e que possamos ter times locais com muito conhecimento sobre inteligência artificial”, diz Alexandre.

A plataforma Saas, criada pela BotMaker, permite desenvolver bots para qualquer sistema operacional, e não apenas para o Facebook Messenger, formato mais comum atualmente. A ideia é que os próprios clientes, com seus times de desenvolvimento próprios, possam utilizar a plataforma para criar seus bots para ações de branding, atendimento aos consumidores, colaboradores e fornecedores.

“A ideia é que a plataforma seja simples o suficiente para que uma sorveteria local ou uma grande empresa como Ambev possam implementar, considerando diferentes níveis de complexidade.No Santander de Buenos Aires, por exemplos, criamos uma solução para que a empresa diminuísse o volume de ligações a funcionários para resolver perguntas de férias ou benefícios. Já para uma empresa de alimentos pode haver uma solução de entrega automática que não dependa de 10 pessoas só para responder a telefonemas”, explica o executivo, argumentando que as soluções podem ir muito além do marketing.

Websites, Twitter, Mercado Livre, Skype, WhatsApp e até assistentes pessoais de voz como o Google Assistant já estão no escopo da BotMaker, seja para formatos totalmente automatizados ou híbridos, que combinam interações humanas com bots.

No Brasil, a companhia está prestes a começar um roadshow para apresentar a solução para grandes empresas e agências. “Queremos armar um time muito competente, capaz não só de vender, mas de entender problemas de comunicação entre negócios e pessoas. A ideia é ser capaz de provocar não só o mercado de agências, mas presidentes das companhias na direção da automatização. Há uma diversidade muito grande de aplicações da tecnologia, não apenas para falar com o consumidor, mas com qualquer outro stakeholder de uma empresa”, disse Julio.

Atualmente, a BotMaker já contabiliza mais de 2 milhões de interações diárias em sua plataforma.

Fonte: Meio e Mensagem

Nplan Marketing

 

You Might Also Liked

As 10 maiores audiências da internet brasileira, segundo a comScore Transformação Digital está mudando todos os aspectos dos negócios tradicionais no Brasil Instagram pode criar recurso para facilitar gerenciamento de perfis Brasil perde quase 550 mil assinantes de TV a cabo em 2018 Google lança extensão para Chrome que avisa se sua senha foi vazada Google expande recurso que compartilha internet entre aparelhos com um só clique Zuckerberg diz que união de WhatsApp, Messenger e Instagram trará mais segurança Google lança dois aplicativos para ajudar usuários com deficiência auditiva
Deixe uma resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *