X
Menu
X

Facebook : Ferramenta que introduz música de fundo em vídeos

Facebook : Ferramenta que introduz música de fundo em vídeos

O Facebook anunciou uma ferramenta que permite adicionar músicas a vídeos que não foram previamente gravados com trilha. Além disso, a rede social também lançou uma ferramenta de Lip Sync Live, para fingir que está cantando um som em estilo playback.

Em post oficial na rede, a gerente de parcerias e negócios em música do Facebook, Tamara Hrivnak, explicou que a proposta é não somente dar ferramentas de criatividade para os usuários, mas ajudar a solucionar um problema antigo da rede: o uso indevido de propriedade intelectual alheia. Com a mecânica, ao subir um vídeo, o usuário já é notificado se aquele som de fundo é permitido por direitos autorais de ser colocado na plataforma. Caso não seja, a mídia é disponibilizada sem som na rede social.

Assim, se há um vídeo com áudio não permitido, o usuário pode optar por escolher uma nova trilha para a produção e assim resolver a questão. “Junto com a indústria da música, estamos trabalhando para permitir que pessoas de todo o mundo incluam música em seus vídeos no Facebook, abrindo mais opções de criatividade e compartilhando memórias com amigos e familiares. Estamos testando isso em vários mercados e esperamos disponibilizar [o recurso] mais amplamente em breve”, explica Hrivnak.

Além disso, a rede social também adicionou Lip Sync Live. Com ele, é possível fazer uma transmissão ao vivo em que de pode representar uma música em playback. A brincadeira vem do “lip sync”, termo em inglês que significa sincronia labial. A ideia é mexer a boca da forma mais convincente possível que pareça que você está cantando a música.

A prática se tornou muito comum, sobretudo entre os mais jovens, com aplicativos como Dubsmash e o, mais recente, Musically, considerado a nova febre entre os mais novos.

Para isso, quando o usuário opta por fazer um vídeo ao vivo, há a opção de Lip Sync, em que pode escolher entre uma biblioteca de músicas como Welcome to The Jungle, do Guns N’ Roses, até Havana, de Camila Cabello, Happier, de Ed Sheeran ou God’s Plan, de Drake.

Ambas as ferramentas ainda não estão disponíveis aqui no Brasil. Entretanto, o post oficial informa que a empresa está estudando novas formas de interação do usuário com músicas na plataforma e que a que pretende aumentar o escopo de oferta destas novidades em breve.

Fonte: Facebook NewsroomCanal Tech

Nplan Marketing

 

You Might Also Liked

Instagram pode criar recurso para facilitar gerenciamento de perfis Nova versão do Firefox vai silenciar vídeos reproduzidos automaticamente Zuckerberg diz que união de WhatsApp, Messenger e Instagram trará mais segurança Com R$ 10 mi, Petrobras retoma patrocínio à música Facebook removeu 1,5 bilhão de contas falsas entre abril e setembro de 2018 Facebook usará IA para saber com quem você mora e como é a sua casa Ferramenta automatiza tradução para linguagem de sinais Facebook vai remover publicações que possam aplicar golpes financeiros
Deixe uma resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *