X
Menu
X

LinkedIn agora permite gravar vídeos diretamente de seu aplicativo

LinkedIn agora permite gravar vídeos diretamente de seu aplicativo

O LinkedIn continua a lançar novidades para tornar a sua rede social mais atraente aos usuários. O novo recurso que chega desta vez à plataforma voltada a profissionais é a possibilidade de gravar vídeos diretamente do aplicativo móvel. A funcionalidade está disponível inicialmente apenas aos usuários mais influentes da rede social, mas deverá chegar a todos em breve.

“Algumas histórias são melhor mostradas do que contadas. O vídeo permite que você provoque emoções, transporte espectadores, ensine algo ou compartilhe algumas introspecções incríveis quando palavras e imagens sozinhas não são suficientes”, explicou o LinkedIn. “Não podemos esperar para ver como você usa essa nova maneira de contar suas histórias no LinkedIn”.

O LinkedIn recomenda a utilização do recurso de gravação de vídeos para aqueles que desejam compartilhar seus trabalhos ou temas relativos na rede social. Gravação de palestras, conferência, tutoriais, conselhos e outras contribuições voltadas a produtividade e qualificação profissional terão maior engajamento dentro do LinkedIn.

 Inicialmente, os primeiros usuários com acesso ao recurso já podem utilizá-lo tocando no pequeno ícone de gravação de vídeo à esquerda do ícone de câmera. Ao tocar nele pela primeira vez, será necessário permitir o acesso ao microfone e a câmera para começar a gravar. Após terminar de filmar, basta tocar em “Avançar” e o vídeo será anexado em sua nova postagem. Anteriormente, os usuários só podiam compartilhar vídeos salvos na biblioteca de fotos do dispositivo, sem a possibilidade de criar os vídeos diretamente do próprio aplicativo.

Depois de ter sido adquirido pela Microsoft, o LinkedIn vem promovendo diversas mudanças em sua plataforma. No mês passado a rede social anunciou a possibilidade de todos os usuários compartilharem vídeos na plataforma e também lançou uma nova ferramenta para que empresas possam rastrear visitas em sites vindas do LinkedIn. A estratégia é aproximar mais a rede social dos recursos mais modernos evitando perder seus usuários mais fiéis, ao mesmo tempo em que procura aumentar o número de usuários mensais.

Fonte: Canal Tech

Fonte: Mashable

Nplan Marketing

 

You Might Also Liked

LinkedIn “obriga” usuários a usarem hashtags em suas publicações Algoritmo do Instagram Facebook desiste de criar um feed separado só para notícias Instagram pode receber nova função de chamadas de voz e vídeo Agora é possível inserir textos no Stories do Instagram Facebook e Google ainda são as principais redes de publicidade mobile do mundo Facebook está testando exibir perfil privado somente para seus amigos próximos Twitter agora tem modo noturno que troca o esquema de cores quando o sol se põe
Deixe uma resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *