X
Menu
X

Mulheres ocupam 45% dos cargos em marketing nos EUA

Mulheres ocupam 45% dos cargos em marketing nos EUA

Por E.J. Schultz, do AdAge*

As mulheres respondem por quase metade das principais funções de marketing em grandes empresas, incluindo atividades nos setores de serviços bancários – que possuem mais figuras femininas como líderes do que homens –, de acordo com um novo relatório da Association of National Advertisers (ANA). Porém, as companhias continuam atrasadas quando o assunto é promover asiáticos, latinos e negro para cargos de marketing.

O relatório anual “CMO scorecard”, realizado pela ANA, registra a composição de cargos de diretores de marketing ou daqueles equivalentes a diretores de marketing em 747 empresas, que vão de Apple a Verizon. A pesquisa constata uma discriminação de gênero de 45% de mulheres para 55% do sexo masculino. Mas, apenas 13% das principais posições não são ocupadas por pessoas brancas. Desse número, 5% são asiáticos, 4% são hispânicos/latinos e 3% são negros.

Isso significa que a liderança, responsável por supervisionar os orçamentos das maiores e mais influentes companhias dos Estados Unidos, é mais branca do que a população no geral. Os negros representavam 13,3% dos habitantes dos Estados Unidos em 1º de julho de 2017, segundo o U.S. Census Bureau. A população é formada, ainda, por 17,8% de hispânicos e 5,7% de asiáticos.

A entidade planeja produzir o relatório anualmente para acompanhar o progresso. “Por muito tempo, confiamos em deduções e insinuações ao invés de em fatos e dados concretos”, diz Bob Liodice, CEO da ANA. “Agora, nós já plantamos nossa participação no terreno e assim podemos começar a rastrear nossa evolução anualmente. Porém, conhecer esses resultados é apenas o primeiro passo. Precisamos de compromisso total em toda a nossa indústria para cria uma mudança duradoura”.

O relatório inclui detalhes reveladores sobre como o gênero e a composição racial são diferentes entre os setores. Dos 88 CMOs nos departamentos de serviços bancários e financeiros, 47 são mulheres e 41 são homens. A figura feminina também registrou uma representação igual ou maior em esportes e entretenimento (27 mulheres e 18 homens) e bens de consumo (21 e 21). Os homens superam as mulheres em tecnologia (23 e 27) e alimentos e bebidas (25 e 52).

A representação de asiáticos, latinos e negros em papéis de diretores de marketing foi baixa em todo o quadro, porém, é surpreendentemente escassa nas indústrias de esportes e entretenimento, onde essa parcela de indivíduos é minoria entre atletas e artistas. Quando se trata de CMOs nesses setores, há apenas um afro-americano, um hispânico e um asiático, segundo o relatório.

Veja os dados completos do “CMO scorecard”:

Bancos e serviços financeiros (88 CMOs)
Mulheres: 47
Homens: 41

Brancos: 82
Asiáticos: 4
Negros/afro-americanos: 2

Alimentos e bebidas (77 CMOs)
Mulheres: 25
Homens: 52

Brancos: 65
Hispânicos/latinos: 6
Asiáticos: 3
Negros/afro-americanos: 3

Tecnologia (50 CMOs)
Mulheres: 23
Homens: 27

Brancos: 44
Asiáticos: 4
Hispânicos/latinos: 2

Esporte e lazer (45 CMOs)
Mulheres: 27
Homens: 18

Brancos: 42
Asiáticos: 1
Negros/afro-americanos: 1
Hispânicos/latinos: 1

Bens de consumo (42 CMOs)
Mulheres: 21
Homens: 21

Brancos: 32
Asiáticos: 6
Negros/afro-americanos: 3
Hispânicos/latinos: 1

(*) Tradução: Victória Navarro

Crédito da foto do topo: Lukas/Pexels

Fonte: Meio e Mensagem

Share

Nplan Marketing

 

You Might Also Liked

Enquetes do Instagram agora podem ser feitas por mensagens diretas Cabelos lisos já são minoria em comerciais de TV Spotify deixa usuários de versão gratuita pularem anúncios Marta: o outro lado visível do marketing esportivo Nos EUA, Pepsi resgata glórias da cultura pop Você já tem um avatar para experimentar roupas online? Dia dos Namorados A importância de unir marketing e tecnologia no planejamento de 2018
Deixe uma resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *