X
Menu
X

Pesquisa revela hábitos bem diferentes de usuários da Netflix, Amazon e Hulu

Pesquisa revela hábitos bem diferentes de usuários da Netflix, Amazon e Hulu

Uma pesquisa realizada nos Estados Unidos revelou que os usuários dos principais serviços de streaming – Netflix, Amazon Prime e Hulu – possuem hábitos de consumo de conteúdo multimídia bem diferentes entre si. São dinâmicas que se refletem no tempo que eles passam utilizando cada uma das plataformas e, no que mais interessa às empresas responsáveis, em números de assinaturas.

Apesar do investimento massivo em produções originais, principalmente seriados, como forma de alcançar sua principal rival, a maioria dos usuários do Amazon Prime ainda prefere os filmes. De acordo com os dados da Hub Entertainment Research, 39% dos assinantes do serviço o utiliza para assistir a longas, enquanto 27% mostram preferência pelos shows exclusivos. Os 24% restantes ficam com os seriados licenciados.

O contrário acontece com a Netflix, serviço no qual 37% dos assinantes dão preferência às séries originais. A plataforma também é a única das três avaliadas a não ter tanta variação numérica entre os segmentos, mostrando uma boa divisão – 34% utilizam o serviço para assistir seriados licenciados, enquanto 29% são adeptos dos filmes.

Outra preferência clara é mostrada no Hulu, com 54% da audiência assinando o serviço por causa dos seriados produzidos por outras companhias. Os shows originais da empresa são os favoritos de 24% dos assinantes, enquanto apenas 22% citam os filmes como os principais motivos para o pagamento mensal.

De acordo com a consultoria responsável pelo estudo, os dados mostram que, apesar de a estratégia de conteúdo das companhias aparentar semelhança, elas servem aos seus usuários de maneiras bem distintas. E as companhias, mais do que ninguém, sabem disso e possuem, inclusive, métricas muito mais específicas e maiores sobre sua base de assinantes, por estarem sempre de olho em dados de utilização e telemetria.

A pesquisa da Hub Entertainment Research consultou 1,8 mil americanos de 16 a 74 anos de idade, todos com acesso à internet banda larga em casa e consumidores de, no mínimo, cinco horas de televisão por semana, seja qual for o formato. Com isso, veio também uma visão geral do público que, hoje, se já não é assinante de uma plataforma desse tipo, pode vir a ser no futuro próximo.

Na visão geral, as séries se mostraram o tipo de conteúdo preferido dos americanos, com 40% das respostas. Em segundo lugar estão os filmes, com 15%, seguidos de perto pelas redes sociais e vídeos online, a partir de sites como YouTube, por exemplo, empatados em 12%. Os jogos eletrônicos são os queridinhos de 11% dos entrevistados.

Tudo muda de figura, é claro, quando falamos da faixa dos 18 a 24 anos de idade, e aqui não temos dominância. 22% dos entrevistados disseram preferir os jogos, que tiveram a maior porcentagem, mas ela é apenas 1% superior a dos vídeos online e 3% maior que os seriados. Redes sociais aparecem com 14%, um pouco abaixo, enquanto os filmes são os favoritos de 13% dos jovens.

Para a consultoria, o cenário mostra que, além de competirem entre si, os serviços de streaming precisam lutar pela preferência diante de outras formas de entretenimento, principalmente os jogos eletrônicos e a programação do YouTube. Esse último aspecto ganha ainda mais força quando se leva em conta que o acesso é gratuito, o que obriga as companhias do ramo a lutarem para agregar ainda mais valor às suas propostas.

Via: Canal Tech

Nplan Marketing

 

You Might Also Liked

‘Black Mirror’ vai ganhar 5ª temporada na Netflix Netflix começa a usar o WhatsApp para se comunicar com clientes Marketing de Stranger Things Sites com versão mobile terão prioridade nas pesquisas do Google Facebook se une a Google, Netflix e Amazon para melhorar streaming de vídeo Netflix lança tutorial para criar botão inteligente Netflix cria atestado de atraso para “sériemaníacos” Estudo aponta hábitos de consumidores de TV e vídeo on demand
Deixe uma resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *