X
Menu
X

Sua empresa está preparada para o mercado pós-pandemia?

Por Nerdweb

Devido à situação mundial causada pelo coronavírus certamente o mercado pós-pandemia não será o mesmo. Afinal, o mundo mudou.

Se de um lado há, várias empresas que estão fechando as portas, de outro, muitos negócios estão se reinventando no modelo de trabalho não só na realidade que abrange os funcionários, como também na abordagem de novos clientes.

Do home office — formato que deve crescer no mercado pós-pandemia em pelo menos 30% das empresas segundo a Fundação Getúlio Vargas (FGV) aos investimentos em marketing digital como estratégia de sobrevivência dos negócios por meio da internet, há uma série de tendências que vieram para ficar.

A expressão “novo normal” é um clichê que domina incontáveis artigos e conteúdos sobre o que estamos vivendo agora. Porém, algo é certo: empresas, colaboradores e consumidores já não são os mesmos e se atentar às mudanças é um fator crucial para a sobrevivência da sua empresa no mercado pós-pandemia.

Como vencer a crise neste momento? De que forma o para sua empresa? O que os clientes esperam neste momento? Como fazer a gestão remota das equipes e quais são as soft skills que precisam ser desenvolvidas pelos profissionais?

Se você se identifica com essas dúvidas, saiba que este artigo da Nerdweb foi produzido para te ajudar a entender um pouco mais dessas questões. Leia mais!

Mercado pós-pandemia: tendências que vão ficar

As mudanças estão em ebulição e acredite: a situação atual afeta desde negócios locais como o supermercado do seu bairro até grandes empresas como o Google que é um negócio pautado na tecnologia. 

Especialmente no caso do Google Brasil, uma série de protocolos estão sendo alterados desde o dia 13 de março.  Mas, independente do segmento ou do porte da empresa, há uma série de mudanças que vieram para ficar no mercado pós-pandemia. São elas:

  • Adaptação do trabalho para o modelo home office;
  • Valorização do marketing digital e de estratégias inovadoras como o no meio digital;
  • Readequação dos espaços físicos para empresas (o setor varejista e os locais públicos não terão a mesma configuração);
  • Valorização das habilidades socioemocionais no trabalho;
  • Investimento no atendimento humanizado com os clientes.

Nesta lista, ainda poderíamos acrescentar muitas outros pontos.

Mas para início de conversa, uma frase dita em entrevista para a BBC Brasil, pelo virologista e pós-doutor em microbiologia, Átila Iamarino resume bem o movimento: “O mundo mudou, e aquele mundo (de antes do coronavírus) não existe mais”.

Diante disto, resta saber: sua empresa está preparada para o que está por vir? Como inovar em tempos de crise? A seguir, vamos trazer algumas dicas práticas para te inspirar e exemplos de boas práticas neste cenário.

Como enfrentar a crise?

Em tempos de isolamento social, , inclusive para os negócios. Se antes, muitas empresas já apostam no marketing digital para impulsionar negócios digitais, hoje é praticamente lei da sobrevivência em tempos de crise.

Uma pesquisa da ABCOMM revela que somente no primeiro trimestre de 2020, alguns segmentos que trabalham com loja virtual tiveram um aumento de 100% nas vendas desde o início da pandemia.

Ou seja: as pessoas estão em casa, o consumidor está passando por uma mudança de hábitos e a internet é um ponto de conexão e você pode entender as estratégias de marketing digital para oferecer o que seu cliente espera agora. 

Invista em marketing digital

Se antes da pandemia, o perfil do consumidor 4.0  — discutido a partir do conceito de marketing 4.0  cunhado por Philip Kotler — estava em alta, agora é fundamental para as empresas entenderem quem é o novo consumidor e como atendê-lo de forma rápida, humanizada e  ágil.

Não basta ter um produto e traçar um plano de vendas. O foco do consumidor 4.0 está na experiência com a marca. Portanto, atenção: tudo o que sua empresa fizer agora vai gerar uma lembrança no mercado pós-pandemia.

Ou seja, , mas não esqueça que as pessoas esperam soluções versáteis para suas dores e desafios. Na prática, isso significa que além de anúncios patrocinados, lojas virtuais e novos canais de compra, você precisa ter outras preocupações como:

  • Gerar conteúdo relevante para o seu público;
  • Entender o comportamento online do consumidor;
  • Facilitar a vida do cliente;
  • Garantir que sua marca esteja na internet e mais do que isso, ofereça soluções práticas para o consumidor.

Em resumo: sua empresa precisa inovar na comunicação e no relacionamento com os clientes. Quer se aprofundar no assunto com uma leitura complementar? Temos um artigo completo sobre como adaptar a estratégia de comunicação na prática.Fica a dica!

Para inovar, a mudança começa pelas pessoas

Nós poderíamos falar sobre as inúmeras estratégias de marketing digital, indicar uma série de livros sobre o comportamento do consumidor ou sobre os impactos que o marketing 4.0 trouxeram para a realidade das empresas. Tudo isso é válido.

Porém, não há como esquecer que a teoria caminha junto com a prática e para sua empresa estar preparada para o mercado pós-pandemia, as pessoas precisam entender o contexto e desenvolver as chamadas soft skills (habilidades comportamentais) para lidar com a adaptação e tomar decisões assertivas dentro da sua rotina de trabalho.

O futurologista Ian Person já previa essas tendências muito antes. Em entrevista publicada no Estadão, foram destacas declarações do britânico afirmando que a inteligência artificial, as habilidades emocionais e a capacidade de relacionamento são o que mais importam para o mercado do trabalho.

Para que sua empresa sobreviva ao mercado pós-pandemia, investir no desenvolvimento de habilidades socioemocionais é o que garante maior sensibilidade e conexão entre a equipe.

Pare e pense: como você imagina os profissionais que vão estar à frente dos processos da sua empresa? 

Seja no marketing digital, na geração de conteúdo relevante e informativo para as pessoas, no SAC 2.O e atendimento ao cliente ou na liderança de equipes, é preciso ter flexibilidade, boa comunicação, espírito colaborativo e capacidade socioemocional para trabalhar sob pressão.

O mundo mudou. A forma de conquistar e atender o seu cliente também. O digital possibilita várias alternativas para reinvenção neste momento e as empresas que conseguem captar o que está acontecendo à sua volta vão oferecer uma  experiência mais rica para o consumidor.

Voltando a uma das  perguntas centrais deste post: como vencer a crise?

Não existe uma receita de bolo. Mas adotar boas práticas, usar a internet de forma positiva, entender o comportamento do consumidor e investir em estratégias de marketing digital que proporcionam experiências relevantes para o seu público é o caminho para sua empresa continuar viva no mercado pós-pandemia.

Nplan Marketing

 

You Might Also Liked

Processo de vendas: o que é e como montar um para sua empresa Comunicação Interna na pandemia: como a RD adaptou seus canais mantendo o engajamento do time Saiba o que é pipeline de vendas, como criar o seu e mensurar os indicadores corretos Resultados do estudo Panorama PMEs: 76,4% das empresas adotaram o trabalho remoto e horários flexíveis no período de pandemia Adoção de home office entre PMEs: entenda como as empresas brasileiras têm se adaptado ao novo modelo Aprenda como usar conteúdo educacional para atração e retenção de clientes no seu negócio Pós-venda: entenda como o investimento na experiência de compra pode ser muito vantajoso para seu negócio Novo normal no SEO: como a covid-19 impactou o universo das buscas no Google
Deixe uma resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *